Bloco M1-25 / Questão 15

Início Fóruns Módulo 1 Bloco M1-25 Bloco M1-25 / Questão 15

Visualizando 7 posts - 1 até 7 (de 7 do total)
  • Autor
    Posts
  • #40003283483
    AvatarEstudante CTA
    Participante

    Boa noite Mário – nessa questão eu tenho sobre R22 7,2 volts mais R22 é o menor resistor dessa malha eu estaria certo em dizer que R22 é o resistor alterado nessa malha?

    #40003283484

    Não, a queda de tensão sobre R22 é de somente 0,6V pois do lado de cima a tensão é de 7,8V e do lado de baixo dele 7,2V dando uma queda de 0,6V. Não sei se reparou que a resposta desta questão já está no site… Questão n° 15 – Giancarlo Alves Lima (2/6/2016 19:43:43)
    Boa noite Prof°. Estou com dificuldade nessa questão, pode me ajudar?
    R: Temos uma queda de tensão de 1,2V sobre o resistor R21 de 100 ohms e logo abaixo dele uma queda de 0,6V sobre R22 de 50 ohms, o que até aqui é normal nas proporções de tensões. Verificamos então uma queda de tensão de 1,2V sobre R23, que está proporcional ao R21 de mesmo valor. Chegamos ao R24 que possui uma queda de tensão de 2,4V que é o dobro da queda sobre R21, e que está correto. Ao verificamos a queda de tensão sobre R25, também de 200 ohms, há uma queda de tensão de 3,6V, 50% a mais do que a queda sobre R24. Logo, podemos afirmar que R25 está alterado para 300 ohms.
    Um grande abraço. Mário Pinheiro

    #40003283485
    AvatarEstudante CTA
    Participante

    Boa noite Prof°. Estou com dificuldade nessa questão, pode me ajudar?

    #40003283486

    Temos uma queda de tensão de 1,2V sobre o resistor R21 de 100 ohms e logo abaixo dele uma queda de 0,6V sobre R22 de 50 ohms, o que até aqui é normal nas proporções de tensões. Verificamos então uma queda de tensão de 1,2V sobre R23, que está proporcional ao R21 de mesmo valor. Chegamos ao R24 que possui uma queda de tensão de 2,4V que é o dobro da queda sobre R21, e que está correto. Ao verificamos a queda de tensão sobre R25, também de 200 ohms, há uma queda de tensão de 3,6V, 50% a mais do que a queda sobre R24. Logo, podemos afirmar que R25 está alterado para 300 ohms.
    Um grande abraço. Mário Pinheiro

    #40003283487
    AvatarZIMMER
    Participante

    Bom dia Mário!
    Nesta questão eu calculei sobre uma queda de tensão de 0,7V sobre R22 de 50 ohms. Consequentemente, R21 e R23 são de 100 ohms e a queda de tensão sobre eles são iguais, ou seja, 1,4V em cada. Em R24 e R25 que são de 200 ohms cada, a queda de tensão sobre eles é de 2,8V cada. Totalizando uma queda de tensão sobre a malha resistiva de 9,1V.
    Se calcular essa malha resistiva sobre o valor de 0,6V, o total da soma das quedas de tensões será de 7,8V, não chegando aos 9V da fonte.
    Bom, como resolvi sobre 0,7V (9V / 13x = 0,69V, arredondando… 0,7V).
    Agora vem minha dificuldade… descobrir para quanto o resistor da malha alterou.
    Em minha análise, o resistor R25 é que alterou para 360 ohms.
    Como cheguei a esse valor?:
    Peguei 3,6V (defeito), diminuí 2,8V (queda de tensão que é a correta, sobre o resistor R25) e deu 0,8V. Daí peguei esse resultado de 0,8V e multipliquei sobre o valor do resistor R25 (200 ohms) e cheguei a 160. Somei os 160 + 200 ohms e deu 360 ohms.
    Está correta a minha análise? Ou não usei a lógica correta?
    Abraço!
    Zimmer
    Obs.: Nessa questão, confesso que fiquei em dúvidas entre o R25 e o R24, mas depois observei direito e vi que a queda de tensão do “defeito” é de 6V e diminuindo esses 6V de 5,6V = 0,4V.
    Já para o R25 a diferença é maior, ou seja, 3,6V – 2,8V = 0,8V. Por isso constatei o R25 alterado, já que resistor não altera para menos.

    #40003283488

    Sobre sua pergunta: Peguei 3,6V (defeito), diminuí 2,8V (queda de tensão que é a correta, sobre o resistor R25) e deu 0,8V. Daí peguei esse resultado de 0,8V e multipliquei sobre o valor do resistor R25 (200 ohms) e cheguei a 160. Somei os 160 + 200 ohms e deu 360 ohms. Está correta a minha análise? Ou não usei a lógica correta?

    Vamos pegar R24 como referência que está com uma queda de tensão de 2,4V e com valor de 200 ohms e sobre R25 que está alterado com uma queda de tensão de 3,6V. A diferença entre 3,6V – 2,4V é de 1,2V que é a metade do valor de R24 (200 ohms) que é de 100 ohms. Assim somando 200 ohms de R24, mais a diferença de 100 ohms, chegamos a uma alteração de 300  ohms em R25.

    Também podemos pegar como referência R23 de 100 ohms que tem uma queda de tensão de 1,2V. Como temos 3,6V sobre R25, que é tensão 3 vezes maior, o valor de R25 tem que ser 3 vezes maior que R23, ou seja 100 ohms x 3 = 300 ohms.

    Um grande abraço. Mário Pinheiro

    #40003267708

    Bloco M1-25 / Questão 15

Visualizando 7 posts - 1 até 7 (de 7 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.