Bloco M1-30 / Questão 13

Início Fóruns Módulo 1 Bloco M1-30 Bloco M1-30 / Questão 13

Visualizando 7 posts - 1 até 7 (de 7 do total)
  • Autor
    Posts
  • #40003283938
    AvatarEstudante CTA
    Participante

    Mário bom dia, ajude-me a entender a dimensionar as tensões de Resistores em Paralelo. Nesta Questão Temos R16 50 OHM ( R17 200OHM, R18 400OHM E R20 120OHM) como devo fazer para dimensionar a tensão destes 3 resistores? fazer o dimensionamento de 2 resistores em parelelo eu sei.
    obrigado pela atenção

    #40003283939

    Olhe com muita atenção para o circuito e verá que R17 e R18 estão em série e desta forma, seus valores devem ser somados, resultando em 600 ohms de equivalência. Estes 600 ohms acabam ficando em paralelo com R20 de 120 ohms. Como o valor de 600 ohms é 5 vezes maior que o valor de R20 com 120 ohms, dividiremos o valor de 600 ohms por 6, onde obteremos o resultado de 100 ohms como circuito equivalente entre R17+R18 em paralelo com R20.
    Assim, ficamos com o resistor R16 (50 ohms) em série com o equivalente do circuito central (100 ohms) e também em série com R19 (50 ohms). Dividimos a tensão de 12V por 4, onde obtemos 3V que será a queda sobre R16 e também sobre R19, sendo que haverá a queda de 6V sobre os extremos dos resistores centrais. Assim, já definimos a tensão de 9V no quadrado de cima e de 3V no quadrado de baixo. Agora, para saber qual será a tensão medida em relação à massa no quadrado central, devemos saber qual a queda de tensão do lado de cima de R17 ao lado de baixo de R18, que é de 6V. Como R18 é o dobro do valor em relação à R17, devemos dividir a tensão de queda 6V por 3, o que dará como resultante a tensão de 2V, que será a tensão de queda sobre R17. Sobre R18 teremos uma queda de tensão de 4V e como abaixo dele já temos a tensão de 3V em relação à massa, somando os 4V de queda (sobre R18), teremos uma tensão no ponto central de +7V.
    Um grande abraço. Mário Pinheiro

    #40003283940
    AvatarEstudante CTA
    Participante

    Professor, eu vi os blocos postados anteriormente sobre as questões 13, 14 e 15 mas eu não consegui entender muito bem como resolver problemas desse tipo. A minha dúvida é entender como descobrir a tensão entre os resistores em série na malha paralela.

    #40003283941

    Vou fazer um resumo quanto a sua dúvida, pois no site a resposta já fala isso. Olhe para os 3 resistores da malha série-paralela central… você sabe que isso gerará uma resistência equivalente, certo? provavelmente também deve saber calcular a equivalência entre os resistores 2 em série (600 ohms) e este em paralelo com 120 ohms. Assim, devemos dividir o resistor maior de 600 ohms por 6 (soma das proporções), o que dará 100 ohms. Agora imagine os 100 ohms entre o R16 e R19. Assim conseguiremos definir a tensão de 9V entre R16 e o Req de 100 ohms e a tensão de 3V entre 19 e o Req de 100 ohms. Pronto, fica definida a tensão de 9V no ponto de cima da malha série paralela e 3V no lado de baixo da malha série paralela. À partir disso, teremos uma queda de tensão de 6V sobre a malha série paralela e esta tensão de 6V será distribuída entre R17 e R18. Como R18 é o dobro do valor de R17, teremos 4V sobre R18 e 2V sobre R17. Voltando a tensão que está do lado de cima de R17 com 9V, subtraindo a queda de R17 que é de 2V dará 7V… é isso aí. As vezes demora um pouco para se entender isso, mas o tempo fará com que a poeira levantada seja baixada.
    um grande abraço. Mário Pinheiro

    #40003283942
    AvatarEstudante CTA
    Participante

    Professor, li suas explicações em relação questão 13, porém é considerado uma queda de tensão nas resistências R17 e R18 de 4 volts, a corrente não deveria passar R20 o dobro do que passa nas resistências em serie (R17 e R18) sendo o caminho mais “fácil” para a passagem de corrente ?

    #40003283943

    Acredito que leu errado pois a queda de 4V ocorre sobre R18 e não sobre R17 e R18. Temos portando uma queda de tensão de 4V sobre R18 cujo valor é de 400 ohms e metade disso, 2V sobre R17 com valor de 200 ohms. Quanto à corrente, apesar que não é a ênfase neste ponto do curso, terá um total de 0,06A passando por R16 e R19 e esta ficará dividida no paralelo, sendo 1/5 (0,012A) circulando por R17 e R18 e o restante (0,048A) circulando por R20, ou seja, por ele que é um valor 5 vezes menor que a soma de R17 e R18 circulará 5 vezes mais corrente.
    A grandeza “corrente” veremos um pouco mais na aula 8, mas será mais usada a partir da aula 11 do módulo 2 quando calcularmos os ganhos dos transistores.
    Um grande abraço. Mário Pinheiro

    #40003267956

    Bloco M1-30 / Questão 13

Visualizando 7 posts - 1 até 7 (de 7 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.